A Educação em Mészáros – Trabalho, Alienação e Emancipação

“A Educação em Mészáros” é fruto de um profundo e criterioso estudo do pensamento político e educacional de István Mészáros, este colossal estudioso e militante, que tornou-se um dos mais esclarecidos intérpretes e atualizadores da concepção marxista da história, da política e da ação educacional e que há décadas fecunda nossas mentes e corações com originais e esperançosas leituras de nosso tempo e história.Delinear com precisão a concepção meszariana da educação é o desafio aqui assumido por Caio Antunes. Para vencê-lo, debruça-se com zelo quase exegético sobre obras de grande densidade, como A educação para além do capital (2005), A teoria da alienação em Marx (2006) e O desafio e o fardo do tempo histórico (2007), procurando também cotejar as posições do autor com suas principais matrizes teóricas, a saber, Lúkacs e Marx. Por esse caminho, Caio vai, pouco a pouco, descortinando ao leitor essa concepção, procurando realçar seu caráter materialista e dialético e sua força emancipatória.
R$31,20
Espie
Comprar

Conceitos Essenciais da Sociologia

Este livro é uma espécie de manual contemporâneo da Sociologia, apresentando 67 de seus conceitos essenciais. Com uma linguagem clara e concisa, Anthony Giddens e Philip W. Sutton explicam terminologias e ideias fundamentais dessa disciplina, bem como suas origens e suas aplicações contemporâneas, obtendo, ao final, uma obra que fornece um panorama atualizado dos desenvolvimentos da Sociologia nos últimos 150 anos.

R$68,00
Espie
Comprar

Escola e Movimento Social: Experiências em Curso no Campo Brasileiro

A originalidade desta coletânea reside no fato de que ela resulta da trajetória de cada autora e autor no duplo papel de intelectual militante da construção teórica concomitante à vivência concreta com o movimento social mais avançado do campo, o MST. Disto resulta que o foco da coletânea é o de como um sujeito social coletivo MST na luta pela terra e, a partir dela, pelo conjunto de direitos básicos, sociais e subjetivos, vai construindo um novo ser social, uma ontologia livre da alienação, uma outra escola, currículo e relação entre trabalho e educação etc. As questões que abrem a apresentação da coletânea expressam o movimento e o processo de construção de cada um dos textos. Que sujeito é este que se move no campo brasileiro? Que educação é esta que procura realizar? E por que, de forma contundente, busca a afirmação de um novo jeito de viver, de uma sociedade que supere as contradições e desigualdades sociais?

R$24,00
Espie
Comprar

Frieza Burguesa e Educação – A Frieza Como Mal-Estar da Cultura Burguesa na Educação

Este livro foi escrito nos anos de 1992 e 1993 (publicado com o título Bürgerliche Kälte und Pädagogik, ed. Büchse der Pandora, 1994), época em que Andreas Gruschka foi membro de um grupo de estudos avançados sobre reformas da educação, sediado em Berlim. Nele o autor pretende esclarecer como a pedagogia nega, historicamente, a discrepância entre sua aspiração e seus resultados, de tal maneira que a prática não é contestada. Nas pesquisas que apresenta neste livro, Gruschka mostra como a frieza burguesa, que em geral é eficiente na sociedade, repercute na pedagogia e quão forte a idealização da prática errada contribui para que os educadores não tomem consciência da frieza produzida na educação.

R$89,00
Espie
Comprar

Fundamentos da Escola do Trabalho (1ª Edição)

A Editora Expressão Popular traz ao público uma nova edição do texto completo (1925) de um clássico da pedagogia socialista: Fundamentos da Escola do Trabalho, de Moisey Mikhailovich Pistrak, traduzido diretamente do russo por Luiz Carlos de Freitas. Voltada para a formação dos educadores no processo da revolução socialista soviética, esta nova edição traz os trechos suprimidos da edição francesa, traduzida e publicada pela primeira vez no Brasil em 1981. Nesse novo texto, sobressaem os debates entusiasmados, os desafios históricos, as dificuldades práticas e as propostas educacionais para a formação da nova geração na direção da construção de uma sociedade socialista, sem exploração e sem classes sociais. Fundamentos da Escola do Trabalho apresenta a perspectiva da revolução soviética que decretou o fim da escola de classes em que uma minoria é formada para pensar e comandar e a maioria para ser comandada e executar ordens, e decretou a construção da Escola Única do Trabalho, em que todos serão produtores e comandantes de suas próprias vidas. Nesta edição, Pistrak define o trabalho como categoria central para a organização do trabalho educativo e apresenta outras categorias fundamentais, como atualidade, auto-organização, complexos de estudo e trabalho socialmente necessário.

R$35,00
Espie
Comprar

Manuscritos econômico-filosóficos

Publicados apenas após sua morte, os Manuscritos foram escritos em 1844, quando Marx tinha apenas 26 anos e antes do seu célebre encontro com Engels. Os Manuscritos econômico-filosóficos ou Manuscritos de Paris apresentam a planta fundamental do pensamento de Marx: a concentração de sua filosofia na crítica da economia nacional de Adam Smith, J.B. Say e David Ricardo. Na obra, Marx expõe a discrepância entre moral e economia, denunciando a radicalidade da exploração do homem pela empresa capitalista. Enquanto a reprodução do capital é o único objetivo da produção, o trabalhador ganha apenas para sustentar suas necessidades mais vitais, ou seja, para não morrer e poder continuar produzindo.

R$42,00
Espie
Comprar

O Processo

Essa HQ adapta a história de Joseph K., que é preso sem explicação e forçado a enfrentar um sistema jurídico absurdo. O labirinto no qual ele acaba se perdendo é aquele dá origem ao termo “kafkaniano”. Um retrato da burocracia autoritária, tão atual e relevante hoje quanto quando foi escrito.

R$59,90
Espie
Comprar