A Desmedida do Capital

A desmedida do capital, de Danièle Linhart, é uma coletânea de textos escritos em diferentes períodos e tendo a França como referência, que procura esclarecer qual o processo produtivo que caracteriza o mundo atual. O livro desconstrói as engrenagens da dominação do capital em seu espaço produtivo e revela os elementos constitutivos da desmedida empresarial que pauta o trabalho nas empresas de hoje.

A desmedida do capital, de Danièle Linhart, é uma coletânea de textos escritos em diferentes períodos e tendo a França como referência, que procura esclarecer qual o processo produtivo que caracteriza o mundo atual. O livro desconstrói as engrenagens da dominação do capital em seu espaço produtivo e revela os elementos constitutivos da desmedida empresarial que pauta o trabalho nas empresas de hoje.

Danièle Linhart realiza um estudo empírico e teórico da lógica produtiva na França, onde há uma tradição de resistência dos trabalhadores. A partir de referências como o período do Welfare State no imediato pós-guerra, as revoltas de 1968 em Paris, a crise econômica no fim da década de 1970 e as novas estratégias de gerenciamento desenvolvidas a partir dos anos 1980, Linhart oferece elementos para se compreender a armadilha da individualização introjetada pelo capital no trabalho, a “participação” nos limites da lógica empresarial, além de outros mecanismos de envolvimento que constróem o dia a dia das empresas.

A situação brasileira é bem diferente da francesa. As oportunidades de emprego, salários e níveis de formação escolar revelam realidades distintas, o que dificulta as comparações. No entanto, os trabalhos comparativos levam a pensar que exatamente as mesmas lógicas estão em ação, mesmo que não se expressem de maneira semelhante. Assim, Danièle Linhart nos traz subsídios para pensar as mudanças sociais no Brasil, pois o sentido social da modernização no trabalho aponta para a mesma direção tanto aqui como na França.

Peso0.345 kg
Páginas

244

Autor

Danièle Linhart

Editora

Boitempo

Comentários

Não há comentários ainda.

Seja o primeiro a comentar “A Desmedida do Capital”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *