A Paz das Senzalas – Famílias Escravas e Tráfico Atlântico, Rio de Janeiro, c. 1790-c. 1850

Este esforço de investigação é um capítulo particularmente interessante dos estudos históricos recentes sobre a escravidão, porque contém modulações importantes não apenas no estilo de conceber as relações familiares escravas, mas também de interrogar o passado e reescrever a história. Foi a incorporação de novos tipos de fonte que permitiu conhecer melhor o que, até então, era tido por incompatível com o cativeiro.

R$42,00

Em estoque

Este esforço de investigação é um capítulo particularmente interessante dos estudos históricos recentes sobre a escravidão, porque contém modulações importantes não apenas no estilo de conceber as relações familiares escravas, mas também de interrogar o passado e reescrever a história. Foi a incorporação de novos tipos de fonte que permitiu conhecer melhor o que, até então, era tido por incompatível com o cativeiro.

Peso0.274 kg
Páginas

211

Autor

José Roberto Góes,

Manolo Florentino

Editora

Unesp

Comentários

Não há comentários ainda.

Seja o primeiro a comentar “A Paz das Senzalas – Famílias Escravas e Tráfico Atlântico, Rio de Janeiro, c. 1790-c. 1850”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *