Marxismo, Capitalismo, Socialismo

O materialismo histórico representa certa forma de examinar a historia humana privilegiando seus aspectos materiais, dentro dessa perspectiva, as relações econômicas são fundamentais para a determinação das categorias sociais. Dessa forma é caracterizada a base socioeconômica de uma civilização, a partir da base socioeconômica de uma sociedade, surge um conjunto de elementos políticos, culturais e religiosos que são em grande parte, reflexo dessa base e estão ligados aos interesses do grupo social dominante.Um exemplo desse processo foi à passagem do feudalismo para o capitalismo, quando o desenvolvimento do comércio e da manufatura provocou profundas mudanças na economia e na sociedade, com o advento de um novo e poderoso grupo social: A burguesia.As tensões sociais provocadas pela mais-valia acabariam resultando na Revolução socialista. O socialismo seria uma forma mais igualitária, nessa etapa caberia ao Estado o controle sobre os meios de produção, dessa forma o Estado deveria administrar as riquezas produzidas e representar a coletividade, para distribuí-las de forma mais justa. Em uma etapa posterior, o próprio Estado desapareceria, pois representava o poder de dominação de um grupo social sobre os demais. A abolição do Estado, tornaria impossível a existência de qualquer tipo de opressão, a nova sociedade que assim se formou viveria, a partir de então, o comunismo, etapa final e mais elevada do desenvolvimento humano.

O materialismo histórico representa certa forma de examinar a historia humana privilegiando seus aspectos materiais, dentro dessa perspectiva, as relações econômicas são fundamentais para a determinação das categorias sociais. Dessa forma é caracterizada a base socioeconômica de uma civilização, a partir da base socioeconômica de uma sociedade, surge um conjunto de elementos políticos, culturais e religiosos que são em grande parte, reflexo dessa base e estão ligados aos interesses do grupo social dominante.Um exemplo desse processo foi à passagem do feudalismo para o capitalismo, quando o desenvolvimento do comércio e da manufatura provocou profundas mudanças na economia e na sociedade, com o advento de um novo e poderoso grupo social: A burguesia.As tensões sociais provocadas pela mais-valia acabariam resultando na Revolução socialista. O socialismo seria uma forma mais igualitária, nessa etapa caberia ao Estado o controle sobre os meios de produção, dessa forma o Estado deveria administrar as riquezas produzidas e representar a coletividade, para distribuí-las de forma mais justa. Em uma etapa posterior, o próprio Estado desapareceria, pois representava o poder de dominação de um grupo social sobre os demais. A abolição do Estado, tornaria impossível a existência de qualquer tipo de opressão, a nova sociedade que assim se formou viveria, a partir de então, o comunismo, etapa final e mais elevada do desenvolvimento humano.

Peso0.446 kg
Páginas

271

Autor

Andréia Galvão (org.)

Editora

Xamã

Comentários

Não há comentários ainda.

Seja o primeiro a comentar “Marxismo, Capitalismo, Socialismo”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *