O livro Eleanor Marx: uma vida é a primeira biografia da filha caçula da família Marx a ser publicada no Brasil. Foi traduzido com o principal objetivo de trazer à luz a trajetória desta mulher que ainda em vida foi uma grande referência para a classe trabalhadora, mas que segue relativamente desconhecida em nosso país.

Última filha de uma família incomum – a família de Karl e Jenny Marx –, concentra em sua trajetória o legado das lutas socialistas que a precederam e investigações próprias acerca do feminismo sob perspectiva socialista. Além disso, foi um exemplo de militante internacionalista.

A biografia tem uma escrita fluida e cativante, e nos apresenta a vibrante trajetória de uma militante que se envolveu de corpo e alma nas principais questões da esquerda à época, abrangendo uma multiplicidade de frentes de ação. Eleanor escreveu panfletos, traduziu assembleias, encontros e inclusive autores como Flaubert e Ibsen. Deu aulas, apostou no trabalho de base, organizou arrecadações de fundos para partidos e sindicatos, fortaleceu campanhas fundamentais como a de libertação dos mártires de Chicago e realizou uma imensidade de falas públicas sobre o mundo do trabalho e a perspectiva socialista. Por todas essas vias, Eleanor Marx teve um engajamento exemplar e original em relação à preservação e continuidade do legado de Karl Marx e Friedrich Engels.

Rachel Holmes nasceu em Londres e foi criada na África do Sul. Este é o primeiro livro dela traduzido ao português. Dedicada à história radical, também biografou Sylvia Pankhurst e Sarah Baartman, além de coeditar coletâneas feministas.

Peso 0.734 kg
Dimensões 16 × 23 × 4 cm
Tradução

Páginas

Autor

Rachel Holmes

Editora

Expressão Popular