JK, Estados Unidos e FMI

O livro de Victor Young enfrenta o desafio de revisitar a história da industrialização brasileira em um de seus momentos mais importantes.

R$48,00

Em estoque

O livro de Victor Young enfrenta o desafio de revisitar a história da industrialização brasileira em um de seus momentos mais importantes. Além disso, seu recorte aborda tema polêmico para o debate político e econômico nacional: as relações do Brasil com os Estados Unidos. Para tanto, o autor não foge ao trabalho de investigação documental ao mesmo tempo em que não se deixa arrastar por estas fontes.

Suas investigações revelam as dificuldades brasileiras em conseguir empréstimos públicos junto aos EUA, sobretudo nos momentos de dificuldade cambial. Mostram também como o governo estadunidense encaminhava as demandas do governo JK para o FMI, estabelecendo indiretamente exigências econômicas de seu próprio interesse.

As investigações empíricas abrem caminho ainda para o entendimento de como o desenvolvimento seguido foi transformando as relações internas de sustentação do poder político: burocratas norte-americanos desempenhavam funções em empresas estrangeiras instaladas no Brasil, ao mesmo tempo em que empresários ligados a companhias multinacionais e ao capital estrangeiro se faziam presentes no Conselho de Desenvolvimento Econômico de JK. Apresenta, dessa forma, a intrincada relação entre empresários dos dois países mediada pelas relações entre os dois Estados.

Peso 0.230 kg
Ano

Edição

Páginas

Autor

Victor Augusto Ferraz Young

Editora

Alameda