Oferta!

O “Aprender a Aprender” na Formação de Professores do Campo

“O livro analisa uma das mais recentes experiências de formação de professores no Brasil, a Licenciatura em Educação do Campo (LEC). No seu texto, Claudio Felix localiza a questão crucial que é a luta de classes. Luta que se expressa no campo, na disputa de projetos de desenvolvimento educacional, social e econômico, na luta dos movimentos sociais que pressionam o Estado e seus Governantes pelos seus direitos, entre os quais o direito a educação pública de qualidade. Aqui o leitor ou a leitora atentos encontrarão a demonstração das contradições que entra a Licenciatura em Educação do Campo ao “adotar fundamentos teóricos oriundos do escolanovismo e do relativismo epistemológico e cultural que se constituíram em suportes para as reformas no âmbito da formação de professores levadas a cabo desde os anos 90 do século XX pelas políticas conhecidas como neoliberais.” O autor traz questionamentos necessários ao debate pedagógico quando estuda os fundamentos das propostas das LECs e identifica tanto o núcleo orientador das mesmas, as pedagogias do “aprender a aprender”, quanto a presença das perspectivas relativistas epistemológicas e culturais, embora alguns projetos político-pedagógicos (PPPs) anunciem o marxismo como uma das suas bases teóricas.”

“O livro analisa uma das mais recentes experiências de formação de professores no Brasil, a Licenciatura em Educação do Campo (LEC). No seu texto, Claudio Felix localiza a questão crucial que é a luta de classes. Luta que se expressa no campo, na disputa de projetos de desenvolvimento educacional, social e econômico, na luta dos movimentos sociais que pressionam o Estado e seus Governantes pelos seus direitos, entre os quais o direito a educação pública de qualidade. Aqui o leitor ou a leitora atentos encontrarão a demonstração das contradições que entra a Licenciatura em Educação do Campo ao “adotar fundamentos teóricos oriundos do escolanovismo e do relativismo epistemológico e cultural que se constituíram em suportes para as reformas no âmbito da formação de professores levadas a cabo desde os anos 90 do século XX pelas políticas conhecidas como neoliberais.” O autor traz questionamentos necessários ao debate pedagógico quando estuda os fundamentos das propostas das LECs e identifica tanto o núcleo orientador das mesmas, as pedagogias do “aprender a aprender”, quanto a presença das perspectivas relativistas epistemológicas e culturais, embora alguns projetos político-pedagógicos (PPPs) anunciem o marxismo como uma das suas bases teóricas.”

Celi Taffarel 
(Excertos do prefácio)

Peso 0.241 kg
Páginas

192

Autor

Cláudio Félix dos Santos

Editora

Autores Associados