Oferta!

O mandarim

José Maria Eça de Queirós (1845-1900), nascido na póvoa de Vargem, é entre os autores portugueses, o mais lido e aquele que mais tem interessado outros escritores, com seu estilo bem-humorado e elegante que encanta pela verdade e ironia. Influenciado por Flaubert, Zola, Baudelaire, Renan e outros escritores franceses, pode-se dizer que Eça foi o de fato o introdutor em Portugal do realismo e naturalismo literários. Mais conhecido por seus romances

R$19,90 R$9,95

Fora de estoque

Me avise quando esse produto voltar ao estoque.

José Maria Eça de Queirós (1845-1900), nascido na póvoa de Vargem, é entre os autores portugueses, o mais lido e aquele que mais tem interessado outros escritores, com seu estilo bem-humorado e elegante que encanta pela verdade e ironia. Influenciado por Flaubert, Zola, Baudelaire, Renan e outros escritores franceses, pode-se dizer que Eça foi o de fato o introdutor em Portugal do realismo e naturalismo literários. Mais conhecido por seus romances. O crime do padre Amaro- (1876), O primo Basílio-(1878), A relíquia- (1887), Os Maias – (1888) e A ilustre casa de Ramires – (1900), publicou em 1880 O mandarim, onde narra um episódio repleto de fantasia e inverossimilhança, focado com espirituosa filosofia e realidade.

Peso 0.095 kg
Páginas

Autor

Eça de Queirós

Editora

Paz e Terra