Oferta!

Semana de 22 – Entre Vaias e Aplausos

Tema privilegiado da historiografia contemporânea, a Semana de 22 voltou ao centro do palco no ano em que se comemoraram os 80 anos do movimento. Uma infinidade de artigos, análises, entrevistas, documentários, programas de rádio e de TV foram realizados ao longo do ano de 2002, procurando lançar luzes sobre o conjunto de ações que se tornou um marco da história cultural paulista e brasileira.

Patuscada ou revolução estética? Oitenta anos depois da ruidosa manifestação de jovens intelectuais, realizada no histórico fevereiro de 1922, a questão permanece.

R$42,00 R$33,60

Fora de estoque

Me avise quando esse produto voltar ao estoque.

Tema privilegiado da historiografia contemporânea, a Semana de 22 voltou ao centro do palco no ano em que se comemoraram os 80 anos do movimento. Uma infinidade de artigos, análises, entrevistas, documentários, programas de rádio e de TV foram realizados ao longo do ano de 2002, procurando lançar luzes sobre o conjunto de ações que se tornou um marco da história cultural paulista e brasileira.

Patuscada ou revolução estética? Oitenta anos depois da ruidosa manifestação de jovens intelectuais, realizada no histórico fevereiro de 1922, a questão permanece.

Afinal, como a própria autora se pergunta na introdução a este livro da Coleção Pauliceia, dedicado ao principal ícone do fenômeno modernista brasileiro, “por que um evento que acarretou um prejuízo considerável a seus organizadores, foi difamado por boa parte da imprensa da época, recebeu mais vaias que aplausos continua despertando tanto interesse?”

Para responder a essa questão, Marcia Camargos mergulhou no universo intelectual da época, vasculhou um grande número de documentos e consultou uma vasta bibliografia sobre a Semana de 22. Mais do que detectar causas e efeitos, ou simplesmente relatar os fatos, Marcia procurou mostrar o festival modernista sobre diversos ângulos, numa abordagem crítica que revela aspectos pouco visitados pela bibliografia e aponta algumas ambigüidades do movimento e da reflexão que este provocou.

Com um texto jornalístico leve e saboroso, Marcia se propõe desmistificar a Semana de Arte Moderna, “sem, no entanto, negar sua feição de alegre desafio aos padrões vigentes, nem sua contribuição efetiva para as transformações que se processaram no campo das artes”, jogando novas luzes sobre o movimento que, entre vaias e aplausos, conquistou seu lugar definitivo no panorama cultural da Pauliceia e do país.

O texto claro e direto de Marcia Camargos é complementado com diversas fotos e ilustrações, muitas delas inéditas, sobre os acontecimentos e as personalidades envolvidas com o evento que se tornou emblemático da arte e da cultura brasileiras do século XX.

Peso 0.270 kg
Páginas

184

Autor

Marcia Camargos

Editora

Boitempo